sábado, 28 de outubro de 2017

ASTROLOGIA CÁRMICA: CABEÇA E CAUDA DO DRAGÃO


Os astrólogos são conclusivos: o mapa astral de uma pessoa mostra suas qualidades e seus talentos, assim como os pontos que precisam ser trabalhados nas atitudes e no caráter. Esses estudiosos vão longe e são capazes de ler as influências trazidas de vidas passadas e os caminhos para superar bloqueios.
Ao interpretar uma carta astrológica, os especialistas levam em conta, além de Sol, Lua e planetas como Vênus, Marte e Saturno, dois elementos que influenciam fortemente a personalidade: os nódulos lunares. Eles não são corpos celestes, mas pontos imaginários localizados no espaço, no cruzamento da órbita descrita pela Lua em sua caminhada em tomo da Terra e a desta em volta do Sol.
A astrologia ocidental estuda os nódulos desde os anos 1930, mas seus fundamentos estão nos primórdios da astrologia hindu, em que o nódulo norte (rahu) é chamado de Cabeça do Dragão, e o sul (ketu), de Cauda do Dragão. Esses nomes têm origem na lenda que explicava os eclipses do Sol: um dragão celeste engolia o astro e se dividia cm duas partes - cabeça e cauda.
Mesmo no enfoque ocidental, a interpretação dos nódulos lunares tem ligação com um princípio comum às religiões orientais, o carma. segundo o qual o espírito reencarna sucessivamente, buscando o aperfeiçoamento, até a união final com o divino. Cabeça e Cauda do Dragão funcionam como dois pólos, um enraizado no passado e o outro apontando para o futuro.
A Cauda representa nossa bagagem anterior, quase instintiva, englobando dons e bloqueios herdados de vidas anteriores que condicionam nosso comportamento, já a Cabeça revela ações e realizações fundamentais para a evolução. Como estão sempre em signos opostos, os nódulos são analisados simultaneamente. Esse eixo mostra de onde viemos e para onde estamos indo.
A interpretação dos nódulos vale mesmo para quem não acredita em carma, continua a especialista. Podemos encarar o legado das vidas anteriores como tudo que trazemos do passado, como a herança genética de nossos ancestrais, os condicionamentos e os hábitos de infância.
  
Descubra A CABEÇA DO DRAGÃO em seu Mapa Astral


Localize na tabela o período de sua data de nascimento e descubra em que signo está a sua Cabeça do Dragão. Em seguida, procure nas páginas seguintes, 10 e 11, um breve resumo interpretativo para cada posicionamento. (Para uma interpretação mais profunda, procure seu astrólogo).
  
Cabeça do Dragão em Áries
Cabeça do Dragão em Libra
A bagagem que você traz: excesso de diplomacia e aversão a conflitos fez com que se submeta à vontade dos outros e deixe seus desejos em segundo plano. Sente dificuldade em se impor e desenvolver interesses só seus.
A missão a cumprir: afirmar a individualidade. Isso envolve tomar decisões por conta própria e correr atrás do que se quer, em vez de esperar que tudo caia do céu. Também precisa buscar a realização em alguma atividade que seja significativa para você, sem valorizar tanto a opinião alheia.
Para chegar lá: acredite em seu potencial. Ao assumir riscos, você desenvolve a autoconfiança. Responsabilize-se por suas escolhas sem culpar os outros quando as coisas não dão certo. Não esqueça: é possível se impor sem se indispor.

Cabeça do Dragão em Touro
Cauda do Dragão em Escorpião
A bagagem que você traz: a sensação de que vivenciou as emoções mais profundas e viveu experiências de drama e dor. Sente que precisa desenvolver um senso de valor e de segurança pessoal.
A missão a cumprir: trabalhar com afinco para desenvolver a capacidade de construir e materializar. Esse posiciona-mento da Cabeça do Dragão também indica que precisa criar interiormente um sentido de segurança sem esperar que ele esteja fora de você.
Para chegar lá: procure despender seu dinheiro com coisas que lhe dão verdadeiro prazer e não pelo status que simbolizam. Planeje gastos e estabeleça limites no orçamento. Não se guie apenas pêlos sentidos e acredite no lado impalpável da vida.

Cabeça do Dragão em Gêmeos
Cauda do Dragão em Sagitário
A bagagem que você traz: facilidade de comunicação e expressão são seus talentos natos. Mas não se preocupa em disseminar seus conhecimentos – ou, vendo pelo lado positivo, ainda não teve essa oportunidade.
A missão a cumprir: desenvolver a habilidade de se comunicar para estabelecer relacionamentos enriquecedores e partilhar o que sabe com o maior número de pessoas possível. Você tem o dom de captar e traduzir informações que, para os outros, parecem incompreensíveis.
Para chegar lá: compartilhe seus conhecimentos e reconheça que, por mais experto que seja em algum assunto, sempre há algo para aprender, Explore suas habilidades mentais com fins mais elevados, como compreender as leis divinas.

Cabeça do Dragão em Câncer
Cauda do Dragão em Capricórnio
A bagagem que você traz: a realização profissional e a busca pelo sucesso consomem muita energia, que é negligenciada no trato com a família, apesar da importância que esse convívio tem para você. Também cultiva padrões rígidos que precisam ser abrandados.
A missão a cumprir: cultivar a generosidade, a tolerância e a capacidade de se colocar no lugar do outro para entender o que ele sente. Esse aprendizado pode ser mais fácil se você estreitar a convivência familiar.
Para chegar lá: procure conhecer e respeitar suas necessidades emocionais sem se preocupar tanto com status e aprovação social. Abra o coração para ouvir conselhos, receber afeto e perdoar. Cuide e nutra a si próprio e aos outros.

Cabeça do Dragão em Leão
Cauda do Dragão em Aquário
A bagagem que você traz: a facilidade em se engajar em causas humanitárias e sociais leva à dispersão de seu brilho pessoal. O excesso de intelectualização impede que ponha suas idéias em prática.
A missão a cumprir: transformar sonhos em projetos detalhados, usando sua criatividade e capacidade de convencer para conquistar aliados. Isso sem ignorar o maior desafio desse posicionamento, que é aprender a amar de verdade e se doar aos outros.
Para chegar lá: abra o coração e procure ouvir suas mensagens em vez de se guiar apenas pela razão. Lembre: para fazer o bem à coletividade, não é preciso renunciar aos anseios pessoais. Use seu poder para brilhar e chamar a atenção.

Cabeça do Dragão em Virgem
Cauda do Dragão em Peixes
A bagagem que você traz: a sensibilidade o leva a se solidarizar facilmente com o sofrimento alheio. Às vezes, é vítima de ilusões e auto-enganos. Acredita nos aspectos mágicos e místicos da vida.
A missão a cumprir: melhorar a capacidade de discernimento para diferenciar a ilusão da realidade e julgar imparcialmente pessoas, fatos e situações. Outro desafio é ser mais organizado e aprender a viver aqui e agora, em vez de manter a mente nublada pelas fantasias.
Para chegar lá: crie uma rotina baseada em disciplina e praticidade e, ao mesmo tempo, canalize a imaginação para atividades criativas, como pintar, escrever e dançar. Evite cultivar o sentimento de autopiedade nas horas difíceis.

Cabeça do Dragão em Libra
Cauda do Dragão em Áries
A bagagem que você traz: a tendência a cultivar a auto-suficiência em todas as situações o impele a querer fazer tudo sozinho, mesmo quando a ajuda alheia é bem-vinda e até necessária. Essa atitude o impede de descobrir o prazer de partilhar e criar vínculos profundos.
A missão a cumprir: ser mais cooperativo, aprendendo a fazer concessões. Seja diplomata e democrático, transferindo para as pessoas a sua volta a mesma confiança que você tem em si e em suas habilidades.
Para chegar lá: lute contra a tendência a querer liderar as situações e lembre-se de que pode aprender muito ao ouvir o que as pessoas têm a dizer. Procure nutrir um interesse genuíno pelas necessidades dos outros.

Cabeça do Dragão em Escorpião
Cauda do Dragão em Touro
A bagagem que você traz: o raro talento para se ancorar no mundo material e nas mensagens dos cinco sentidos às vezes se torna um fator que o aprisiona e limita sua visão de mundo. Exagera em ciúmes e possessividade.
A missão a cumprir: procurar um sentido profundo para a vida, estabelecendo valores perenes, em vez de priorizar a perspectiva da matéria. A Cabeça do Dragão nesse signo indica também que você precisa se conscientizar de que vale pelo que é e não pelo que tem.
Para chegar lá: não tenha receio de mergulhar fundo nas emoções. Esteja atento à qualidade dos relacionamentos importantes para sua felicidade, tentando superar o medo da perda e da dor e cultivando a confiança no parceiro.

Cabeça do Dragão em Sagitário
Cauda do Dragão em Gêmeos
A bagagem que você traz: inteligência brilhante, sagacidade e uma grande curiosidade sobre tudo que o rodeia. Não se preocupa, entretanto, em aproveitar esses dons para estudar profundamente nenhum assunto.
A missão a cumprir: organizar as inúmeras idéias que povoam sua cabeça e canalizá-las para metas práticas, de preferência as que beneficiam um grande número de pessoas. Outro desafio é ampliar mais seus conhecimentos e sua visão de mundo para aconselhar e ensinar os outros.
Para chegar lá: busque expandir a mente: freqüente cursos, ocupe o tempo livre com atividades enriquecedoras, viaje quando possível. Nos estudos filosóficos e religiosos, podem estar as respostas que busca com tanto afinco.

Cabeça do Dragão em Capricórnio
Cauda do Dragão em Câncer
A bagagem que você traz: ao nutrir grande amor por sua família, se tornou dependente tanto do ponto de vista financeiro como emocional, Essa sujeição, aliada à predisposição para enxergar a vida através de lentes cor-de-rosa, o impediu de buscar a independência.
A missão a cumprir: estabelecer um sentido de segurança interior que permita cultivar a autonomia e construir bases sólidas na carreira. Direcione esforços para atingir o sucesso por seus próprios meios.
Para chegar lá: abandone a tendência a se apegar ao passado e avaliar sua vida em termos do que poderia ter feito. O que passou, passou, e ficar se culpando não leva a nada. Mire o futuro, trace metas e determine prazos para atingi-las.

Cabeça do Dragão em Aquário
Cauda do Dragão em Leão
A bagagem que você traz: a tendência a adotar uma postura arrogante e se envolver em disputas por controle e poder. Entretanto, sente urgência interna em dar sua contribuição para o bem da humanidade.
A missão a cumprir: com ideais assentados nos princípios da igualdade e da fraternidade, aprenda as virtudes da cooperação e da democracia. A Cabeça do Dragão nesse posicionamento também indica a necessidade de valorizar mais as relações de amizade.
Para chegar lá: mostre seu valor de forma equilibrada, sem orgulho excessivo e ostentação. Procure entender melhor as necessidades alheias e canalize seu poder pessoal para o bem coletivo - um trabalho voluntário, por exemplo.

Cabeça do Dragão em Peixes
Cauda do Dragão em Virgem
A bagagem que você traz: um potencial incrível para penetrar no mundo mágico e místico. Por outro lado, a sensação de ter de racionalizar e organizar todas as áreas da vida o leva a desperdiçar tempo e energia.
A missão a cumprir: compreender que a eficiência não é incompatível com a espontaneidade, a flexibilidade e a alegria e que você não precisa ser perfeito para ter valor. Esse posicionamento também indica a necessidade de ser mais compassivo ao julgar as falhas dos outros.
Para chegar lá: seja menos rígido, curta sem culpa as coisas boas da vida, inclua atividades prazerosas em sua rotina. Controle a tendência a repetir a expressão “eu deveria” - substitua por “eu poderia”, que inclui o sentido de se permitir.

Por André Leôncio